O curso de Nutrição da Unifacisa foi brilhantemente representado no IV Congresso de Ciências Aplicadas à Farmácia (CONCAF), realizado de 25 a 28 de outubro de 2023. Sob a supervisão do docente Diego Elias Pereira, os graduandos Gabriela Corrêa de Farias, Déborah Makanda Araújo Ribeiro e Sara Rebeca do Nascimento Xavier Silva, em parceria com os estudantes Arthur Gabriel Corrêa de Farias e Sarah Makanda Araújo Ribeiro, foram premiados na categoria “título de melhor resumo apresentado na modalidade revisão” com o trabalho “Atividade Antidiabética dos Extractos de Mentha cf. spicata L. e Mentha piperita L.: um Estudo de Revisão”.

A autora do trabalho, Gabriela Corrêa, explicou como se deu o processo de produção do texto premiado. Segundo ela, “através de pesquisas nas bases de dados Pubmed, Science Direct e Scielo, a construção se deu a partir de encontros no Google Meet com os coautores. Já a orientação por parte do professor Diego Elias ocorria de forma on-line e presencial nos intervalos das aulas, quando necessária, neste caso, a realização de ajustes na pesquisa”, disse. Para a graduanda, ainda, a oportunidade foi proveitosa para a “ampliação do currículo, melhora na escrita acadêmica, conhecimento mais crítico e melhor desenvoltura para pesquisas científicas”, pontuou.

Tal resultado põe em evidência o programa de extensão e pesquisa desenvolvido pela Unifacisa que, desde o primeiro semestre das graduações, incentiva os alunos a se engajaram cada vez mais academicamente. Esses estímulos fazem com que os alunos desenvolvam afinidade com as pesquisas científicas, como afirmou Gabriela: “os professores sempre que possível nas aulas fazem o devido estímulo. Provavelmente seguirei nessa área, uma vez que um dos meus principais anseios profissionais é de realizar mestrado e atuar na área da docência”, enfatizou.

Para o professor orientador do trabalho, Diego Elias, “enquanto professor e pesquisador, eu fico extremamente feliz em poder contribuir com a ciência do nosso país, mais precisamente com a ciência da nutrição. Aos alunos envolvidos, poder despertar nestes o espírito científico, o olhar crítico e a vontade de fazer pesquisa é a melhor parte. Estas oportunidades fazem com que os nossos alunos vislumbrem outras possibilidades ao finalizar o curso como, por exemplo, o ingresso em programas de pós-graduação”, concluiu.

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

Unifacisa e São Paulo entraram em quadra para mais uma rodada do NBB Caixa na noite desta quarta-feira, no Morumbi. Um confronto que já pode ser considerado um clássico do basquete nacional, não deixou nada a desejar para os fãs de um bom jogo da bola laranja. Mesmo vivendo situações diferentes na competição, a Unifacisa com um ótimo início de temporada e o São Paulo vindo de uma sequência de derrotas, as equipes fizeram um jogo equilibrado do início ao fim, com ambos tendo chances de sair com o resultado positivo.

Unifacisa e São Paulo foram para o período final com um placar apertado, o time paraibano brigou para concretizar a virada, mas o tricolor conseguiu se segurar na liderança para vencer a partida pelo placar de 94 a 86.

Os destaques da partida ficaram por conta de Facundo Corvalan, cestinha da partida com 24 pontos, 4 rebotes, 2 assistências e 22 de eficiência. Matias Solanas, com 16 pontos, 1 rebote e 3 assistências. Trevos Gaskins, com 15 pontos, 4 rebotes e 3 assistências. André Góes com 11 pontos, 3 rebotes e 2 assistências. Seguidos por Rafael Rachel com 11 pontos e 7 rebotes.

A Unifacisa tem mais um jogo fora de casa antes de voltar para Campina Grande e desta vez vai até a capital cearense enfrentar o Fortaleza no próximo domingo, 12, às 11h, no Centro de Formação Olímpica. A partida terá transmissão ao vivo pela Rede Ita e Youtube. 

O Jogo

1º Quarto - Unifacisa 19 x 21 São Paulo

A primeira posse de bola foi da Unifacisa, mas quem abriu o placar foram os donos da casa, após a Unifacisa desperdiçar o primeiro ataque, Malcom Miller apareceu livre do perímetro para converter 3 pontos para o São Paulo. A resposta do time paraibano veio na mesma moeda, com Facundo Corvalan aproveitando o contra-ataque e também encontrando um bom arremesso de 3 pontos para a Unifacisa. Na sequência do período, o São Paulo apresentou uma defesa mais dura, gerando erros da Unifacisa e cestas mais fáceis para o time paulista, com Miller sendo o destaque anotando 8 pontos e 100% de aproveitamento nos arremessos de quadra, chegando a abrir uma vantagem de 10 pontos no placar. A Unifacisa se recuperou bem durante o período, com um ataque mais consciente e fazendo ótimas escolhas de arremessos, reduzindo a diferença para 2 pontos. Corvalan puxou o ataque paraibano anotando 7 pontos, com uma mescla de chutes do perímetro e infiltrações, buscando também a linha de lance livre.

2º Quarto - Unifacisa 19 x 24 São Paulo

O segundo período iniciou com o mesmo equilíbrio dos minutos finais do quarto anterior. A Unifacisa se manteve brigando pela virada graças a uma grande atuação de André Góes, o capitão foi o motor do time paraibano no ataque, com 75% de acerto nos arremessos de quadra para 9 pontos, e muito eficiente na defesa, marcando bem e roubado 2 bolas. Matias Solanas também se manteve como o melhor chutador da equipe de Campina, o ala argentino converteu 3 de 4 arremessos do perímetro, para 64% de aproveitamento nos arremessos de quadro no primeiro tempo. Mas, mesmo com a boa atuação da Unifacisa, o time paulista conseguiu se manter na frente do placar com um bom aproveitamento nos chutes de longa distância, 66%, e boas atuações de Coelho, com 7 pontos, e Faverani com 9.

3º Quarto - Unifacisa 24 x 21 São Paulo

A Unifacisa voltou do intervalo com mais intensidade e um maior volume de jogo, trabalhando bem a bola e encontrando jogadores bem posicionados para pontuar, anotando uma corrida de 8 pontos seguidos para assumir a liderança pela primeira vez na partida. Os arremessos do perímetro que não caíram na primeira etapa do jogo para a Unifacisa, foram certeiros nesse terceiro quarto, com o time de Campina convertendo 6 de 10 para um aproveitamento de 60%. O São Paulo, porém, não deixou a Unifacisa abrir vantagem e aproveitou a altura do seu pivô Faverani, que foi uma forte presença nos dois garrafões, para e retomar a liderança no marcador no final do terceiro quarto.

4º Quarto - Unifacisa 24 x 28 São Paulo

Com o jogo aberto, o período final foi emocionante e acabou sendo um reflexo do que foi a partida como um todo. A Unifacisa foi muito inteligente nas ações ofensivas, utilizando bem os miss matchs de Gaskins com os pivôs do São Paulo na marcação, o armador panamenho da Unifacisa chamou a responsabilidade e teve o seu melhor período no jogo, anotando 7 pontos e 100% de acerto nos arremessos de quadra. Outro estrangeiro da Unifacisa fez um excelente período final, Facundo Corvalan apareceu com arremessos importantíssimos para manter o time de Campina Grande a uma posse de bola de distância da liderança no placar. Mas o São Paulo manteve a estratégia que deu certo durante todo o jogo e explorou a vantagem que teve dentro do garrafão, desta vez com o pivô Ansaloni, para se segurar na liderança e vencer o jogo.

“Acredito que fizemos um bom trabalho na noite de hoje, com chances de sair com o resultado positivo, mas o São Paulo fez um jogo tão bom quanto o nosso, foi uma partida marcada por esse equilíbrio. Sentimos um pouco as ausências de Gerson e Antônio, principalmente dentro do garrafão que foi por onde o jogo do São Paulo fluiu mais, André também acabou deixando a partida mais cedo com uma lesão muscular na coxa, mas nós não podemos nos apegar nisso, mesmo com os desfalques nós tivemos números bons, mas acabamos pecando um pouco na defesa. O NBB é um campeonato longo, tivemos um bom início e agora tivemos essa baixa. Agora vamos focar no Fortaleza, que também não será um jogo fácil, e seguir trabalhando para superar esse momento”, comentou o técnico do basquete Unifacisa, César Guidetti.

Fotos: Miguel Schincariol/Saopaulofc.net

O basquete Unifacisa entrou em quadra na noite desta quarta-feira para enfrentar o Paulistano, fora de casa, no Ginásio Antônio Prado Jr, em São Paulo. A equipe de Campina Grande fez um bom primeiro quarto, mas acabou sentindo a ausência de Antônio que deixou a partida, ainda no primeiro período, com uma luxação no tornozelo esquerdo, o jogador vai passar por exames de imagens para determinar a gravidade da lesão.

Do segundo período em diante o Paulistano assumiu o controle do jogo gradativamente, foi encostando no placar até conquistar a liderança, quebrando a invencibilidade da Unifacisa pelo placar de 67 a 55.

Os destaques da partida ficaram por conta de Matias Solanas, cestinha da Unifacisa com 11 pontos, 2 rebotes e 2 assistências. Trevor Gaskins, com 10 pontos, 3 rebotes e 1 assistência. Antônio, que mesmo jogando menos de 8 minutos de partida, anotou 9 pontos e 4 rebotes. Rafael Rachel com 6 pontos e 5 rebotes. Guilherme Hubner, com 6 pontos e 4 rebotes, seguidos por Nesbitt e Corvalan com 4 pontos cada.

A Unifacisa não tem muito tempo para descansar, a equipe fica na capital paulista para encarar o São Paulo já na próxima quarta-feira, 08, às 20h, no Morumbi. A partida terá transmissão ao vivo pela Rede Ita e Youtube.

O Jogo

1º Quarto – Unifacisa 16 x 11 Paulistano

O Paulistano saiu na frente com um bom ataque de Dória, que girou bonito dentro do garrafão para se livrar da marcação de André Góes e anotar os primeiros dois pontos da partida. Os primeiros pontos da Unifacisa vieram da linha de lance livre com Antônio, que cavou bem duas faltas seguidas, convertendo 3 dos 4 arremessos tentados. A sequência do período foi de boas defesas, as equipes conseguiram forçar erros mútuos e o aproveitamento caiu um pouco. O Paulistano foi o primeiro a voltar a pontuar, convertendo o primeiro arremesso de 3 pontos da partida com Victão. A reação da Unifacisa não demorou e o time de Campina voltou a ser superior. Trevor Gaskins fez uma boa sequência de infiltrações, encarando os contatos, anotando 4 pontos e Gui Hubner converteu a primeira de 3 pontos para a Unifacisa, recolocando o time paraibano na liderança.

2º Quarto - Unifacisa 14 x 18 Paulistano

A Unifacisa começou muito bem o segundo período, anotando uma boa corrida de 6 pontos seguidos. A pontuação ficou bem distribuída entre os jogadores do time de Campina Grande que procuraram trabalhar bem a bola para conseguir furar a boa defesa do time paulista. O time da casa subiu a sua defesa e marcou muito bem o perímetro, dificultando o arremesso de 3 pontos da Unifacisa. Com isso, o time de Campina teve que recorrer às infiltrações e à linha de lance livre para pontuar, mas sem um volume muito expressivo. O Paulistano aproveitou o momento de baixa da Unifacisa, crescendo dentro do garrafão campinense, recuperando 3 rebotes ofensivos e aproveitando as novas oportunidades para encostar de vez no placar.

3º Quarto - Unifacisa 13 x 23 Paulistano

O time paraibano abriu o placar do segundo tempo. Após uma boa defesa, Facundo Corvalan aproveitou o contra-ataque e anotou dois pontos com um floater da cabeça do garrafão. A Unifacisa até defendeu bem durante os dois primeiros minutos do terceiro período, mas o Paulistano acabou encontrando as respostas para furar a defesa campinense, os donos da casa rodaram bem a bola e encontraram bons arremessos intermediários, com 100% de aproveitamento, para virar o placar. A Unifacisa não se encontrou no ataque, a boa defesa paulistana gerou erros seguidos e minaram o aproveitamento da equipe, que viu o Paulistano abrir vantagem indo para o período final.

4º Quarto - Unifacisa 12 x 15 Paulistano

Dez pontos atrás no placar, a Unifacisa precisava imprimir um volume mais alto de jogo no ataque para brigar pela virada. O time de fato entrou com uma intensidade maior, tanto no ataque como na defesa, dificultando as ações de ataque dos donos da casa, mas ofensivamente o coletivo esteve abaixo da performance esperada pela equipe, sem confiança no arremesso do perímetro, a Unifacisa tentou trabalhar a bola dentro da área pintada, mas acabou não tomando boas decisões na hora de finalizar as jogadas e a bola teimou em não cair. Com isso, o Paulistano só precisou administrar o relógio para concretizar a vitória.

“Começamos o jogo bem, terminamos o primeiro tempo ainda na vantagem, mas o Paulistano já vinha em uma crescente no jogo. Sentimos a ausência de Gerson e Antônio, dois jogadores titulares, mas isso não pode ser desculpa, nossa equipe tem um elenco forte para suprir a falta desses jogadores e é isso que nós vamos procurar fazer nos próximos jogos. No mais, todos os méritos para a equipe do Paulistano, trouxeram pra quadra uma defesa muito forte, conseguiram neutralizar bem os nossos ataques e fizeram por merecer a vitória na partida de hoje”, comentou o capitão da Unifacisa, André Góes.

Fotos: Willian Oliveira/Foto Atleta

O basquete Unifacisa fez a sua tão esperada estreia dentro de casa na temporada 23/24 do NBB Caixa. O time paraibano recebeu o Bauru na noite desta quinta-feira, 2, e fez a melhor partida da temporada até então, diante de uma torcida cheia de energia que encheu a Arena neste feriado.

A Unifacisa venceu o jogo em todos os períodos, mas foi no terceiro quarto que os paraibanos mostraram toda a sua força, dominando o adversário dos dois lados da bola e construindo uma vantagem que não foi ameaçada. Com o bom basquete apresentado, a equipe de Campina Grande venceu o Bauru com autoridade pelo placar de 89 a 58, conquistando a terceira vitória seguida na temporada.

Os destaques da partida ficaram por conta de David Nesbitt, cestinha da partida com 18 pontos, 4 rebotes e 18 de eficiência. Antônio, com um duplo-duplo de 15 pontos, 12 rebotes, 2 assistências e 21 de eficiência. Matias Solanas, com 11 pontos, 3 rebotes e 2 assistências. Trevor Gaskins, com 11 pontos, 2 rebotes e 1 assistência. Guilherme Hubner com 9 pontos e 9 rebotes. Seguidos por Facundo Corvalan, com 8 pontos, 4 rebotes e 3 assistências,  Rafael Rachel, com 7 pontos e 4 rebotes, e Vitinho, com 5 pontos, 6 rebotes e 6 assistências.

A Unifacisa agora viaja até São Paulo, onde enfrenta o Paulistano, atuais campeões paulistas, na próxima segunda-feira, 6, às 19h, no Ginásio Antônio Prado Jr, com transmissão ao vivo pela Rede Ita e Youtube.

O Jogo

1º Quarto - Unifacisa 25 x 19 Bauru

A Unifacisa abriu o placar após uma bela sequência de jogadas defensivas que culminou com um toco de André Góes, roubando a bola, partindo para o contra-ataque e encontrando Antonio livre para anotar os primeiros dois pontos da partida. A resposta do Bauru veio do experiente Alex Brabo, que encontrou um arremesso livre do perímetro somado a alguns pontos atacando a cesta para virar o placar para o Dragão. As equipes mantiveram o equilíbrio durante alguns minutos do período, até que veio a reação dos donos da casa. Liderados por Antônio, que anotou 10 pontos e 7 rebotes no primeiro quarto, para um aproveitamento de 66% nos lances de quadra, seguido por Trevor Gaskins, com 9 pontos do perímetro, para um aproveitamento de 75% nas bolas de 3, o basquete Unifacisa reassumiu a liderança no placar e foi para o segundo quarto com uma vantagem de 6 pontos.

2º Quarto - Unifacisa 18 x 13 Bauru

O basquete Unifacisa iniciou o segundo período com um bom volume de jogo, encontrando um equilíbrio entre as jogadas perto da cesta e os arremessos de longa distância. David Nesbitt foi o motor ofensivo do time paraibano, puxando o ataque com um aproveitamento de 63% nos arremessos de quadra. O restante da pontuação ficou distribuída entre Vitinho, Solanas e Rachel, todos anotando 3 pontos para ampliar a vantagem do time de Campina no placar. Defensivamente a Unifacisa trabalhou melhor, contestou bem os arremessos do Bauru e foi superior nos rebotes, mesmo cedendo 2 ofensivos, a equipe recuperou a bola 11 vezes, que somado a duas bolas roubadas, garantiram a vantagem de 12 pontos antes do intervalo. 

3º Quarto - Unifacisa 26 x 8 Bauru

A Unifacisa voltou do intervalo com uma intensidade ainda maior do que a que apresentou no primeiro tempo e o time soube transformar essa energia em pontos, convertendo uma corrida de 10 a 0, ampliando ainda mais a vantagem no placar. David Nesbitt continuou com a boa atuação e foi uma presença importante no garrafão para os donos da casa, o ala-pivô buscou a linha de lance livre com boas infiltrações, anotando 5 pontos e 2 rebotes. Antônio também soube explorar os mesmos espaços deixados pela defesa do Bauru, anotando mais 7 pontos atacando a cesta, 3 rebotes e 1 bola roubada. O período também ficou marcado pelo melhor trabalho defensivo do time de Campina no jogo, a Unifacisa dificultou bastante o trabalho de bola do adversário, forçando erros e cedendo apenas 8 pontos no quarto. Com a marcação afiada, a Unifacisa teve mais tranquilidade para trabalhar a bola e encontrar bons arremessos com André Góes e Corvalan, ampliando a vantagem para 29 pontos indo para o período final.

4º Quarto - Unifacisa 20 x 18 Bauru

Mesmo com a vantagem confortável no placar, a Unifacisa não desacelerou e continuou imprimindo um forte volume ofensivo. Os pivôs do Jack tomaram conta dos garrafões, Guilherme Hubner anotou 5 pontos e 4 rebotes, sendo 3 deles ofensivos. Nesbitt foi perfeito no período, com 100% de aproveitamento nos arremessos de quadra, e Solanas converteu mais uma de 3 pontos para matar o jogo. Com o resultado a Unifacisa mostra a força que tem quando joga na Arena em frente a sua torcida, vencendo com autoridade, a terceira seguida na temporada.

“Nós estamos com um elenco muito extenso, com jogadores de muita qualidade e isso nos dá a oportunidade de trabalhar bem essas peças, dividindo o protagonismo em momentos diferentes do jogo, usando as melhores características de cada um quando o jogo pede isso e foi isso que fizemos hoje, um jogo bastante coletivo, uma defesa muito comprometida, que nos dá a tranquilidade para trabalhar a bola no ataque. Claro que ainda estamos no início da temporada, mas um resultado como o de hoje mostra que estamos caminhando em direção aos nossos objetivos para este ano”, comentou o capitão da Unifacisa, André Góes.

O basquete Unifacisa se prepara para a primeira partida da nova temporada do NBB Caixa na Arena Unifacisa. Nesta próxima quinta-feira, 02, o time de Campina Grande enfrenta o Bauru Basquete, às 19h30. A partida também terá transmissão ao vivo pela Rede Ita e Youtube.

As equipes possuem um histórico de confrontos emocionantes e partidas sempre muito equilibradas. No retrospecto o equilíbrio fica ainda mais evidente, são quatro vitórias para cada lado em oito confrontos diretos disputados. Na última temporada, a Unifacisa surpreendeu, buscou a virada no segundo tempo e disparou para assegurar a vitória e levar o primeiro duelo entre as equipes, jogando fora de casa, pelo placar de 76 a 68. No returno, o Bauru deu o troco em cima dos paraibanos, a equipe paulista veio até Campina e venceu o duelo pelo placar de 81 a 71.

Com um jogo a menos nesta temporada, a Unifacisa vem de uma sequência de duas vitórias seguidas, ocupando a quarta colocação na tabela. Já o Bauru, conheceu sua primeira derrota na temporada, após perder o confronto contra o Fortaleza nesta última terça-feira, caindo para a sétima posição. Mesmo com a temporada em estágio inicial, o confronto entre as equipes já apresenta certa importância.

Para o Bauru é o momento de se reabilitar e buscar não voltar para casa com duas derrotas na tour pelo Nordeste. Já para a Unifacisa,  uma vitória confirma o bom momento da equipe neste início de temporada, dando ainda mais confiança para a equipe, que na sequência terá uma nova sequência dura de jogos fora de casa.

“Fizemos uma boa estreia, conseguimos levar para a quadra o que nos propusemos a fazer durante a nossa preparação para as partidas e começamos a temporada com o pé direito, conquistando as duas vitórias fora de casa. Agora vamos fazer nossa estreia na Arena Unifacisa, estamos todos bastante ansiosos para reencontrar a torcida e mostrar a força que nós temos quando jogamos dentro de casa, acredito que essa será uma das grandes armas do nosso time no decorrer do campeonato. A medida em que a temporada vai se desenvolvendo a dificuldade vai aumentando, os time conseguem estudar mais os adversários, então sabemos que esse duelo contra o Bauru será bastante equilibrado, eles são uma equipe de muita tradição, com fortes jogadores, então será um duelo muito estudado, muito tático, mas acredito que com o apoio da nossa torcida vamos alcançar mais uma vitória”, comentou o capitão da Unifacisa, André Góes. 

Os ingressos para a partida entre Unifacisa e Bauru já estão à venda através do aplicativo do Basquete Unifacisa, no valores de R$40,00 inteira e R$20,00 meia. O aplicativo está disponível para download gratuitamente na Google Play e na App Store.

O basquete Unifacisa viajou até Mogi das Cruzes para finalizar sua tour pelo interior paulista e enfrentar o Mogi na noite desta sexta-feira, no Ginásio Prof. Hugo Ramos. O time de Campina Grande entrou em quadra após vencer o São José na estreia do NBB e repetiu a boa atuação nesta partida contra o Mogi.

Executando o plano de jogo de maneira muito eficiente, a Unifacisa teve a tranquilidade para buscar o placar no início da partida e contornar os erros. Venceu quase todos os períodos, com exceção do terceiro, e dominou no quarto final. Com a boa atuação coletiva, tanto no ataque como na defesa, o time paraibano iniciou muito bem a temporada, vencendo o Mogi pelo placar de 82 a 68 e agora volta para Campina Grande com 2 vitórias fora de casa na bagagem.

Os destaques da partida ficaram por conta de Mathias Solanas, cestinha da partida com 16 pontos, 2 rebotes, 2 assistências e 18 de eficiência. Facundo Corvalán, com 15 pontos, 1 rebote e 3 assistências. Trevor Gaskins, com 11 pontos, 2 rebotes e 4 assistências. Antônio, com 10 pontos, 7 rebotes e 4 assistências, seguidos por Gerson e Nesbitt com 8 pontos cada e Rafael Rachel com 7.

O próximo compromisso da Unifacisa está marcado para o dia 02 de novembro, quinta-feira, quando a equipe recebe o Bauru na Arena Unifacisa, às 19h30, com transmissão ao vivo pela Rede Ita e Youtube. 

O Jogo

1º Quarto – Unifacisa 21 x 19 Mogi

O Mogi abriu o placar após encontrar um bom arremesso do perímetro com Vitinho, anotando 3 pontos para o Mogi. Os primeiros pontos da Unifacisa saíram das mãos de Gerson que trabalhou bem no garrafão e subiu para a cesta anotando 2 pontos para o time paraibano. A Unifacisa defendeu bem o garrafão, limitando o Mogi a 25% de acerto na área pintada. Com isso, o time da casa precisou explorar os chutes de longa distância, onde tiveram um ótimo aproveitamento, 80%, assumindo à frente do placar. A virada da Unifacisa veio no minuto final do período, após uma boa sequência defensiva, o time de Campina Grande conseguiu forçar os erros do adversário, roubando a bola duas vezes e convertendo 4 pontos no contra-ataque.

2º Quarto – Unifacisa 21 x 19 Mogi

As equipes iniciaram o período cometendo pequenos erros e a primeira pontuação do quarto saiu após 1 minuto de bola rolando, através de Antônio que subiu para buscar o rebote, sofreu a falta e foi para a linha de lance-livre, convertendo os dois pontos para a Unifacisa. O time de Campina manteve o padrão de sua boa defesa, forçando o Mogi a usar o tempo do relógio de posse e sempre contestando o arremesso adversário, mas acabou cedendo alguns rebotes ofensivos que acabaram permitindo uma reaproximação do Mogi no placar. No ataque, a Unifacisa aumentou o volume dos chutes do perímetro, 7, para um aproveitamento de 42%. Solanas entrou muito bem na partida, liderando o ataque no período com 6 pontos, 1 bola roubada e 66% de acerto nos chutes de 3 pontos, para manter a Unifacisa na liderança antes do intervalo. 

3º Quarto – Unifacisa 14 x 15 Mogi

Os times voltaram do intervalo um pouco desatentos, reproduzindo uma sequência de erros no início do terceiro quarto. A Unifacisa se reencontrou no jogo mais rapidamente, atacando bem a cesta, a equipe explorou as infiltrações para pontuar, arrancando algumas faltas do Mogi e indo para a linha de lance livre 5 vezes, para um aproveitamento de 100%. O Mogi continuou com dificuldades de furar a defesa paraibana e seguiu arriscando nos arremessos de 3 pontos, para se manter próximo no placar, diminuindo a diferença para 2 posses de bola indo para o último período.

4º Quarto – Unifacisa x Mogi

A Unifacisa entrou no período final determinada a resolver partida, a equipe subiu o volume de jogo, com uma boa mescla de jogadas no ataque, hora usando as jogadas em transição, noutra trabalhando bem a bola em busca do melhor arremesso. A tática do time de Campina foi efetiva e a equipe teve um altíssimo aproveitamento nos arremessos de quadra.  Solanas voltou a entrar muito bem na partida e foi praticamente perfeito no período, com 76.9% de aproveitamento, anotando 10 pontos, incluindo 2 arremessos de 3. Defensivamente a Unifacisa fez o seu melhor período da partida, subiu a marcação para não permitir os chutes do perímetro e também manteve a eficiência marcando próximo à cesta, limitando a equipe do Mogi a um aproveitamento de 24% nos arremessos de quadra. Com isso, o time paraibano só precisou administrar o jogo para sair de Mogi das Cruzes com a vitória.

“Acredito que a vitória de hoje mostra a força de todo o nosso elenco, temos uma rotação muito forte, com jogadores que sempre contribuem muito bem quando entram em quadra e essa é uma das nossas maiores qualidades. Fizemos um bom trabalho defensivo durante a partida, permitimos alguns arremessos do Mogi que vão ser pontos a serem ajustados para os próximos jogos. Estamos muito satisfeitos em poder iniciar a temporada com as duas vitórias fora de casa, nosso time tem um objetivo claro este ano, que é buscar as posições mais altas na tabela, sabemos que temos um bom elenco e vamos trabalhar bastante para alcançar nossos objetivos ao longo da temporada”, comentou o armador da Unifacisa, Facundo Corvalan. 

Fotos: Suelenn Ladessa/Mogi Basquete

O basquete Unifacisa vai adicionando as últimas peças no seu elenco que irá disputar a temporada 2023/2024 e anuncia a renovação do pivô Guilherme Hubner.

Natural de Belo Horizonte, o pivô de 2,10m se consolidou como um dos melhores arremessadores na linha de 3 pontos da equipe paraibana, anotando médias de 7.5 pontos e 4.6 rebotes.

Um dos mais experientes do elenco, Hubner já foi eleito MVP das Finais na temporada 2017/2018, disputou a Champions League das Américas, foi Campeão da Copa Super 8, campeão nacional, além de ser um dos únicos jogadores a ter disputado todas as edições do NBB até aqui.

Hubner retorna a Campina Grande para se juntar a Antônio, Gerson, André Góes, Nesbitt, Facundo Corvalán, Rafael Rachel, Matute Solanas e Vithinho.

"Estou muito feliz de continuar na Unifacisa e poder dar continuidade ao trabalho que vem sendo feito. Que seja uma temporada muito vitoriosa, com muita garra, luta e foco. Vamos alcançar voos mais altos” disse o pivô Hubner.

Mais um reforço argentino se prepara para desembarcar em Campina Grande para defender as cores do basquete Unifacisa na temporada 2023/2024. O nome da vez é o do ala Matías Solanas, que chega para a sua primeira temporada no Brasil.

Formado nas categorias de base do Talleres de Paraná e Sionista, onde jogou com as equipes principais em torneios regionais. Em 2017 teve a oportunidade de estrear no Torneo Nacional de Ascenso como jogador do La Unión de Colón. A boa atuação no campeonato garantiu a Solanas uma vaga no San Martin de Corrientes, da Argentina.

Em seu quarto ano com a equipe argentina, o ala se consolidou como titular realizando uma ótima campanha que lhe rendeu o reconhecimento como Jogador de Maior Progresso da Liga Nacional de Basquete na temporada 2020-21.

Já consolidado como profissional, ele teve sua primeira experiência como jogador estrangeiro na Liga Profissional de Basquete da Colômbia jogando pelo Cimarrones Caribbean Storm. Solanas voltou ao San Martin para disputar a temporada 22/23 da La Liga Argentina. Antes de assinar com o basquete Unifacisa, Matías Solanas voltou a disputar o campeonato colombiano, desta vez pelo Caribbean Storm Islands, onde teve médias de 13.6 pontos, 4.6 rebotes e 2.2 assistências.

"Estou muito feliz em fazer parte e não vejo a hora de começar a treinar com a equipe. Também quero conhecer Campina Grande e todos vocês. Espero que estejam bem e mando um abraço grande a todos, nos vemos em breve!", comentou o novo ala da Unifacisa, Matías Solanas.

O basquete Unifacisa anuncia a contratação do jovem pivô, Rafael Rachel, que chegará para reforçar o garrafão paraibano durante a temporada 2023/2024 do NBB.

Nascido em Sumaré, no interior paulista, o pivô de 23 anos foi um dos grandes destaques do Flamengo durante a o maior campeonato de base do país, anotando um duplo-duplo de média com 13.9 pontos e 11 rebotes, além de 17.9 de eficiência, durante o LDB 2022. Rachel também fez parte do elenco do time na conquista do Mundial em 2022.

Rachel é o terceiro reforço da Unifacisa para a temporada 2023/2024, ele chegará a Campina Grande ao lado do seu companheiro de União Corinthians, Vithor Lersch, e do ala da Bahamas, David Nesbitt, para se juntar a Antônio, Gerson, André Góes e Facundo Corvalán.

“Sou muito agradecido à comissão técnica e a diretoria da Unifacisa por confiar no trabalho que venho apresentando e me dar a oportunidade de integrar um projeto tão especial como é o da Unifacisa. Estou muito empolgado para chegar em Campina Grande, vestir a camisa da Unifacisa e sentir a energia que essa torcida tão apaixonada”, comentou o novo ala/pivô da Unifacisa, Rafael Rachel.

Está com dúvidas?

Temos uma turma pronta para te atender!

Conheça mais opções

Fale no WhatsApp

Tire suas dúvidas
Falar agora

Ligar

83 2101 8877
Ligue agora

Deixe uma mensagem

Deixe sua mensagem e nós entramos em contato com você
Enviar mensagem

Repositório Acadêmico

Editais, portarias, resoluções e outros documentos
Acesse agora

Sou Unifacisa

Acesso aos principais ambientes para alunos e colaboradores
Acesse agora

Unidades

Unifacisa - Campus Itararé

Av. Sen. Argemiro de Figueiredo, 1901 Itararé, Campina Grande - PB 58411-020
Abrir no maps

Unifacisa/Esac - Campus Catolé

R. Luíza Bezerra Mota, 200 Catolé, Campina Grande - PB 58410-340
Abrir no maps
CESED - Centro de Ensino Superior e Desenvolvimento Ltda.
© 2024 Todos os direitos reservados.
CNPJ: 02.108.023/0001-40
Tire suas dúvidas
crossmenu