Inscreva-se
Inscreva-se

Cabaceiras é o nome do lugar que carrega o título de Roliúde Nordestina. Por ter ótimas condições climáticas, ela é uma espécie de cidade cenográfica e real ao mesmo tempo.

Em uma iniciativa pioneira, a Unifacisa reforça seu compromisso com a responsabilidade social ao integrar o ensino superior às demandas reais da sociedade por meio do programa Desafio Unifacisa. Este programa, que visa estabelecer uma sólida ligação entre o conhecimento acadêmico e a comunidade, destaca-se por proporcionar aos alunos experiências transformadoras através da organização de pesquisas interdisciplinares.

Para o Desafio da cidade de Cabaceiras, cursos como Arquitetura, Nutrição, Sistemas de Informação e Jogos Digitais, uniram forças para criar projetos que não apenas aplicam o conhecimento adquirido em sala de aula, mas também têm impacto direto na comunidade local, na recepção dos turistas e na parte gastronômica da cidade.

Um dos projetos de destaque foi a criação de um "Mapa Gastronômico", que foi pensado pelos alunos de arquitetura e urbanismo, nutrição e sistemas de informação, e visa destacar os tesouros culinários da região e promover a rica tradição cultural local. O mapa ficará exposto em vários pontos da cidade para que os turistas possam apreciar a arte culinária da cidade.

Outra contribuição significativa foi o desenvolvimento de um aplicativo chamado "Cabacity", que reúne informações essenciais para os visitantes e moradores da cidade. O aplicativo inclui detalhes sobre restaurantes, hotéis e pontos turísticos, proporcionando uma experiência mais fluida para quem deseja explorar tudo o que Cabaceiras tem a oferecer. Essa iniciativa não apenas facilita a vida da comunidade local, mas também fortalece o turismo na região.

Além disso, os estudantes de sistemas e jogos digitais deram vida ao jogo inovador chamado “Bode Rei - As aventuras em Roliúde”. O game não só entretém, mas também educa, apresentando os principais locais da cidade de forma envolvente e interativa. A identidade visual única do jogo reflete a essência e a beleza de Cabaceiras, tornando-se uma ferramenta lúdica para promover a cidade.

O impacto desses projetos reforçam o propósito do Desafio Unifacisa, que vai além da sala de aula, demonstrando o compromisso da Unifacisa em devolver à sociedade por meio do conhecimento adquirido por seus alunos. Essas iniciativas promovem a integração entre o ensino superior e a comunidade, ressaltando o desafio dos futuros profissionais em perceberem o poder de transformar o conhecimento aplicado soluções inovadoras em busca do desenvolvimento social.

Para o professor e coordenador do projeto, Daniel Abella, “competências como a de Projeto Integrador possibilita aos alunos terem uma experiência prática e com projetos reais anterior à conclusão do curso, culminando em uma formação ainda mais sólida. Os alunos e professores dos cursos de Sistemas de Informação, Jogos Digitais, Arquitetura e Nutrição estão deixando uma grande contribuição para a cidade de Cabaceiras.”, concluiu.

Moradores do Complexo Aluísio Campos foram beneficiados com vários atendimentos possibilitados com alunos de nove diferentes cursos da Unifacisa

Promovida pelo Centro Universitário Unifacisa e pela Fundação Pedro Américo (FPA), a Semana de Responsabilidade Social, que busca fornecer diversos atendimentos jurídicos e de saúde de maneira gratuita para a população, encerrou-se no último sábado (30), com a promoção de um Dia D no Complexo Aluísio Campos. Alunos dos cursos de direito, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, medicina, nutrição, odontologia e psicologia realizaram durante toda a manhã um mutirão com uma série de diferentes serviços para dezenas de moradores, entre crianças, idosos e adultos, do maior complexo habitacional da cidade. 

A professora do curso de fisioterapia, Dafne Periano, ressaltou sobre a importância de ações como esta que são benéficas para aproximar o aluno da população: “na fisioterapia nós temos uma atividade chamada ‘dermato-funcional’, então nós estamos promovendo orientações sobre cuidados e higienização da pele, principalmente com a chegada do verão. Além disso, também estamos tratando recomendações para melhorar a postura e também estamos testando a respiração de alguns idosos. Essas ações aproximam nossos alunos da população e fazem com que eles desenvolvam uma visão mais multidisciplinar e humana da atividade desempenhada pelo profissional de fisioterapia”, frisou.

Já o professor Arthur Carneiro, do curso de direito, destacou que os serviços prestados na manhã do Dia D são os mesmos serviços encontrados no Núcleo de Práticas Jurídicas (NUPRAJ) da Unifacisa. Segundo ele, “o que realizamos nesta manhã é apenas uma parte de toda a assistência jurídica que ofertamos, por meio dos nossos discentes do curso de direito, no NUPRAJ. Na advocacia, seja no papel do advogado, promotor de justiça, ou serviço prestado por um magistrado, é visível que muitas pessoas necessitam do nosso suporte para lutar pelos seus direitos e é maravilhoso poder instruir os moradores do Aluísio Campos a como reivindicar isso. Convidamos todos os moradores daqui a visitarem o nosso Núcleo, na avenida Brasília, onde prestamos esses serviços diariamente para toda a comunidade campinense”, sublinhou. 

Em meio a iniciativa, que mistura ação social e beneficente com práticas para os alunos, quem sai ganhando são todos os envolvidos. Para a aluna do curso de educação física, Ingrid Dayanna, “é muito bom estar aqui e instruir a população a seguir uma vida mais saudável. Desde o início do meu curso que tenho essas oportunidades de realizar práticas fora da sala de aula e na manhã de hoje realizamos a avaliação física dos adultos, alongamentos com os idosos e recreação com as crianças”, pontuou. Já a moradora Joelayne Alves relatou como os atendimentos oferecidos pelos alunos lhe ajudaram, já que ela está grávida de seis meses. Segundo ela, “gostei muito do atendimento com as meninas de fisioterapia. Elas cuidaram da minha pele e me explicaram como cuidar da melasma que apareceu no meu rosto por causa da gravidez. Os alunos de educação física me ensinaram alguns alongamentos e exercícios para diminuir as dores que sinto por conta da gravidez. Foi maravilhoso”, exclamou. 

A promoção de ações como esta, desenvolvida com a parceria entre as instituições, destaca o conceito promovido pela Unifacisa e pela FPA de que é impossível promover a inovação sem antes buscar pela transformação do meio que estamos inseridos. Por isso, essa união das empresas preza sempre pelo amor ao próximo por meio do investimento em saúde, humanização, educação inclusiva, para que, juntos, todos estes conceitos promovam o desenvolvimento social. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

No último sábado (23) encerrou-se a primeira edição do Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde, promovido pelo Centro Universitário Unifacisa e pelo Hospital de Ensino e Laboratórios de Pesquisa (HELP). O encontro teve duração de três dias e representou um momento de atualização para os mais de 600 inscritos, entre profissionais, alunos da área de saúde e empreendedores que compartilharam suas pesquisas e experiências com profissionais renomados e referências na área da saúde.

“Nosso Congresso Interdisciplinar abordou vários temas ligados à saúde, como novos tratamentos para as mais diversas especialidades. É maravilhoso poder contribuir com a atualização profissional não só dos nossos alunos, como também dos profissionais da saúde. Este é o compromisso da Unifacisa e nós vamos nos manter assim, preocupados e focados em melhorar cada vez mais a realidade do nosso sistema de saúde por meio da educação”, enfatizou a reitora da Unifacisa, Gisele Gadelha. 

Com temáticas ligadas à tendências e inovações no cuidado em saúde, o encontro buscou trazer o que há de mais atual e moderno em técnicas e tratamento das patologias relacionadas à saúde em geral por meio de discussões, apresentações orais de trabalhos, exposição de painéis temáticos e muito mais. Segundo a coordenadora de integração pedagógica, Vivianne Barros, “buscamos abordar as tendências em saúde. Trouxemos discussões acerca de tratamentos oncológicos, com a palestra do Dr. Ricardo Marques, workshops, painéis interativos que abordaram sobre tratamentos com a saúde mental, gestão e empreendedorismo para área da saúde, marketing para clínicas, pesquisas científicas e inovação, entre muitos outros temas tratados pelos mais de 80 palestrantes.”, disse. 

O diretor da Faculdade de Medicina da instituição, Diego Gadelha, destacou algumas participações internacionais. Segundo ele, “tivemos participação da professora Wiljeana Glover, da Babson College, em Boston, que falou sobre pesquisa científica enquanto inovação para saúde. Já o professor Yi Jin, que é co-fundador da Neosync Inc. Newport Brain Research Laboratory, tratou sobre tendências nos tratamentos do espectro autista. Participações como essas chancelaram nosso congresso como um encontro completo sobre inovações modernas e condizentes com o que se está em uso atualmente”, frisou.

Diante do valor agregado para a comunidade acadêmica com o evento, alunos como Bruno Tavares, do curso de fisioterapia da Unifacisa, explicaram sobre a participação no encontro. Para ele “foi um imenso prazer estar presente em um congresso internacional e interdisciplinar, onde aprendemos e trocamos experiências interdisciplinarmente com as mais diversas áreas da saúde. Nós, que estudamos sobre a saúde, sabemos diariamente da necessidade de atualização para atuar profissionalmente e essa aprendizagem o congresso nos proporcionou.”, destacou o aluno. 

Dado o sucesso do evento, por meio dos laços de aprendizagem construídos entre os congressistas com a Unifacisa e o HELP, já é possível crer que o Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde terá muitas outras edições uma vez que iniciativas como essa reforçam um dos objetivos instituição: a preparação de profissionais de sucesso para um mercado de trabalho cada vez mais moderno. Para o chanceler da Unifacisa, Dalton Gadelha, “queremos continuar promovendo possibilidades de transformação não só para a saúde de Campina Grande, mas para todos os âmbitos sociais do nosso estado. É por este e para este objetivo que transitamos por investimentos na educação, no esporte, na cultura, na saúde e na tecnologia.”, concluiu. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

O exemplar possui contribuição de alguns especialistas da área e, entre os capítulos, há uma contribuição realizada em parceira entre um aluno e um docente do curso de nutrição da Unifacisa 

O papel da docência vai para além de apenas repassar conteúdos programáticos em sala de aula. Dentro destes espaços, principalmente os universitários, é, também, função dos docentes incentivar e orientar os alunos para que eles alcancem a profissionalização ao máximo. Com este incentivo, cada discente poderá conquistar qualquer oportunidade dentro da sua área de atuação porque estará preparado para tal. Este estímulo e relacionamento entre professor e aluno, em sua grande maioria, tende a render bons frutos como a produção de pesquisas científicas, por exemplo. 

O livro “Modulação Intestinal – Do Sequenciamento Genético à Prática Clínica” teve contribuição do docente Caio Victor Coutinho, do curso de nutrição da Unifacisa, e do aluno Lucas Rios Ferreira Gomes, do mesmo curso. O capítulo “Fitoterapia e Nutracêuticos” foi escrito pela dupla. “Neste capítulo abordamos, com base científica, como a fitoterapia pode auxiliar no tratamento de alguns distúrbios intestinais, como gastrite, dispepsia funcional, doença do refluxo gastroesofágico, constipação, diarreia, entre outros. Ainda trazemos um quadro geral sobre cada distúrbio e sugestões de algumas espécies vegetais e suas posologias para o controle de sintomas dessas condições”, explicou Lucas. 

Para iniciar a produção de um texto científico é necessário, antes de tudo, o levantamento conceitual que é embasado e solidificado por meio de muita leitura e outros recursos que tragam para o pesquisador segurança para escrever. Para pessoas inexperientes, discernir tal função não é fácil e por isso que a presença do professor é tão importante para trazer luz durantes situações como essa. “Recebi o convite do professor Caio no final do 6° período. No início foi bem complicado pelo fato de não ter tanto conhecimento na área e até pouco interesse, porém, o professor me orientou e indicou diversos conteúdos como vídeo aulas e inúmeros artigos para que eu pudesse estudar e me familiarizar mais com o assunto. Com isso, eu acabei criando um interesse pela área. Após já estar mais familiarizado com a área, o professor me instruiu e exemplificou de maneira bem clara a estrutura do trabalho. Todo o processo sempre foi trocando informações com o orientador e recebendo feedbacks ou correções necessárias.”, relatou Lucas sobre o processo de produção do material.

A partir desta experiência, o discente destacou como a publicação do capítulo no livro tem impacto na sua carreira profissional e como, hoje, ele se identifica com a pesquisa científica. Segundo ele, “no início do curso eu não tinha pretensão nenhuma de seguir na área de pesquisa ou acadêmica, agora, tendo mais contato com os professores, minha visão sobre isso mudou completamente e hoje fazer mestrado e seguir na área acadêmica está entre as minhas primeiras opções. Esta experiência foi ótima para meu aprofundamento sobre o tema, além de ter agregado bastante também no meu currículo e de ter despertado meu interesse pela carreira acadêmica.”, encerrou.  

Já o professor e colega de produção, Caio Victor, destacou que “oportunizar a inclusão de um aluno na construção de um artigo para publicação é uma oportunidade valiosa para promover o crescimento acadêmico e profissional desse estudante. Como docente, essa prática é uma forma de proporcionar uma experiência prática e significativa, integrando o conhecimento teórico adquirido em sala de aula com a aplicação direta na pesquisa e na produção científica. Assim, essa oportunidade oferece a ele a chance de desenvolver habilidades críticas, como a capacidade de revisar a literatura científica, coletar dados, analisar informações e sintetizar resultados. Isso não apenas amplia o repertório acadêmico do aluno, mas também o prepara para futuros desafios na área da nutrição. Ademais, ajuda a fortalecer a relação entre professor e aluno, criando um ambiente de aprendizado colaborativo.”, concluiu. 

Dessa maneira, a parceria entre o estudante e o professor em prol de uma produção científica ressalta não só a atenção de um docente em desenvolver academicamente um aluno, mas também evidencia o conceito de transformação social proposto pela Unifacisa para seu corpo discente. Neste caso, esse conceito se dá a partir de uma contribuição científica em que professor e aluno devolveram para sociedade. A prova de que esta devolução tem significativa contribuição social se dá pelo destaque desta em um capítulo de livro onde vários especialistas na temática têm suas considerações sobre o assunto. A Unifacisa, por meio da coordenação do curso de nutrição, no nome da professora Mayra Cavalcanti, celebra feitos como este e instiga cada vez mais parcerias produtivas entre discente e docentes. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

Docente do curso de nutrição da Unifacisa pontuou sobre os destaques área, bem como sobre o curso oferecido pela instituição

Por volta de 1914 a 1945, a trajetória da atuação do profissional nutricionista foi marcada pela percepção de que soldados bem alimentados apresentavam um desempenho superior nos campos de batalha. A partir dessa compreensão, diversas hipóteses sobre nutrição foram formuladas, conduzindo a uma série de experimentos. No Brasil, na segunda metade do século XIX, as primeiras teses nacionais sobre nutrição surgiram na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro e na Bahia. Ao longo do tempo, a nutrição se solidificou como uma ciência que busca decifrar a relação entre seres humanos e alimentos, bem como entender a absorção de nutrientes pelo organismo.

Levando em consideração o contexto acima e a regulamentação da profissão do nutricionista, segundo Lei 8.234/1991, a nutrição se divide em seis áreas. São elas: 

1) Nutrição Clínica, com atuações em hospitais, clínicas, consultórios e/ou ambulatórios, trabalhando na avaliação e intervenção nutricional em pacientes com diversas condições de saúde; 2) Nutrição em Saúde Coletiva, que promove hábitos alimentares saudáveis em comunidades e grupos populacionais; 3) Nutrição em Alimentação Coletiva, que planeja e supervisiona a produção de refeições balanceadas em empresas, restaurantes e/ou refeitórios industriais; 4) Nutrição Esportiva, por meio do desenvolvimento de estratégias nutricionais para melhorar o desempenho esportivo; 5) Nutrição Estética, que possui foco na elaboração de planos alimentares para melhorar a aparência física, considerando aspectos como perda de peso, ganho de massa muscular e saúde da pele; 6) Nutrição em Indústrias e Pesquisa, que atua na área de desenvolvimento de produtos alimentícios, análise de alimentos, pesquisa científica e outras atividades relacionadas à indústria alimentícia; além da 7) Pesquisa e Docência em Nutrição.

Para o Conselheiro Regional de Nutrição e docente do curso de nutrição da Unifacisa, Caio Victor Coutinho, algumas especialidades dentro da área estão em alta e, coincidentemente, estas foram recentemente regulamentadas pelo Conselho Federal de Nutricionistas. “A busca está muito grande por capacitações em Nutrição Clínica em Endocrinologia e Metabologia; Nutrição e Fitoterapia; Nutrição em Atenção Primária e Saúde da Família e Comunidade; Nutrição em Marketing;  Nutrição em Saúde da Mulher; e, principalmente, em Nutrição de Precisão, que é onde o profissional trabalhará com laudos e testes genéticos. A alta procura se dá em decorrência da modernidade que vivemos, com a possibilidade de novas pesquisas e soluções para uma melhor saúde nutricional. Além disso, estas especialidades trazem boas oportunidades para o profissional de nutrição.”, enfatizou. 

Caio ainda destacou que se manter atualizado é extremamente necessário para poder acompanhar as evoluções da área e para garantir a adoção de condutas baseadas em evidências científicas mais recentes e que, consequentemente, ofereçam melhores orientações para a saúde. Segundo o docente é possível garantir atualizações através do “cadastramento nos sites dos melhores periódicos da área para receber os artigos científicos mais atuais, como o Nutrients, American Journal of Clinical Nutrition, Phytotherapy Research, Phytonutrients, Journal of Dietary Supplements, entre outros; participações em cursos e workshops; acompanhar webinars e podcasts sobre nutrição e que são frequentemente realizados com especialistas da área; e acompanhar diretrizes e recomendações das sociedades científicas nacionais e internacionais, como a Associação Brasileira de Alimentação e Nutrição (ASBRAN), Associação Brasileira de Nutrição Esportiva (ABNE), International Society Of Sports Nutrition (ISSN) e American Society for Nutrition.”, elucidou. 

O professor também explicou que uma boa maneira para se preparar para o mercado de trabalho da nutrição é realizando um bom curso de graduação. “Na Unifacisa o curso de nutrição possui conceito máximo no MEC. Aqui procuramos associar teoria à prática, uma vez que o corpo docente é altamente qualificado formado por mestres e doutores que apresentam vasta experiência na área dentro e fora do país. O mesmo corpo docente ainda possui atuação como conselheiros no Conselho de Classe da Profissão (Sistema CFN/CRN). Nossos alunos ainda têm a oportunidade de realizarem atividades práticas no HELP (Hospital de Ensino e Laboratórios de Pesquisa), conhecido como o hospital do Norte e Nordeste. No ambulatório de nutrição do hospital,  os pacientes já são atendidos com abordagem da Nutrição Comportamental. Acreditamos que à medida que todos os setores do hospital forem sendo inaugurados, outras áreas do atendimento em nutrição serão iniciadas, como a nefrologia, geriatria e a dermatologia. O HELP, por ser um hospital que já nasceu com espírito inovador, só tende a contribuir para a formação dos nutricionistas.”, concluiu. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

Com o tema “Tendências e Inovações no Cuidado em Saúde”, a primeira edição do Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde, promovido pela Unifacisa, possui uma vasta programação que contempla todas as áreas da saúde e suas respectivas especialidades. Através dessa iniciativa, o evento objetiva a oportunidade de debater a respeito de grandes temas da saúde, além de evidenciar a apresentação de novidades e tecnologias que ajudam a alavancar as especialidades da saúde e os tratamentos de pacientes.

Abaixo, alguns destaques do que está listado para acontecer entre os três dias de evento: 

21/09 - Workshops (mais de 25 opções) e a Conferência de Abertura: “Inovações e interdisciplinaridade no tratamento oncológico", com o Dr. Ricardo Marques.

22/09 -  Painéis e Talk Show

             Speedtalks:

23/09 - Simpósio Satélite: Tendências e inovação no tratamento do Transtorno do Espectro Autista.

Simpósio Satélite: Tendências e inovação na Medicina Veterinária.

Confira a programação completa e inscreva-se!

O editorial da Revista Tema, eletrônica, ISSN 2175-9553, qualis B1, em colaboração com a Comissão Organizadora do Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde, torna público a chamada para a publicação de artigos científicos em um dossiê temático alusivo à temática do congresso: “Tendências e inovações no cuidado em saúde”. O encontro acontecerá de 21 a 23 de setembro de 2023. 

Serão aceitos artigos científicos e resumos expandidos relacionados aos eixos temáticos Saúde e Qualidade de Vida, Inovações na Assistência de Saúde, Empreendedorismo, Gestão e Marketing, Pesquisa Científica e Inovação na Saúde. Cada autor (individualmente ou em coautoria) poderá submeter até dois trabalhos, sejam artigos ou resumos. O número limite preferencial de autores não deverá ultrapassar a cinco por manuscrito. 

Os 10 melhores artigos submetidos serão publicados no dossiê temático, editado pela comissão organizadora do congresso, desde que haja um mínimo de seis artigos aprovados. Já os resumos expandidos, por sua vez, serão publicados nos anais do evento. 

Veja o edital completo aqui.

Confira o cronograma:

 

Submissão dos trabalhos: 07/08/2023 a 25/08/2023;

Período de avaliação: 08/08/2023 a 08/09/2023;

Divulgação dos resultados das avaliações: 11/09/2023;

Apresentação dos painéis: 22/09/2023;

Publicação do dossiê temático: 02/10/2023;

Publicação dos anais do congresso: 30/10/2023.

Nutricionista graduada na Unifacisa relatou sobre sua preparação para conquistar vaga em residência materno-infantil, bem como sua rotina e planos futuros 

O maior compromisso proposto pelo Centro Universitário Unifacisa é capacitar profissionais para enfrentar qualquer desafio proposto pela sua área de atuação. Essa formação se dá pelo princípio de que só a educação é capaz de impulsionar o desenvolvimento social. Por esta razão, a instituição busca oportunizar aos seus alunos o contato com a pesquisa, inovação e a humanização, com o intuito de desenvolvê-los ao máximo e colocá-los de encontro com as áreas que lhes trarão um sucesso inevitável.  

Desde o primeiro período da graduação, os alunos são colocados para exercerem atividades práticas e resolverem desafios propostos por demandantes reais. Postas aos alunos, essas situações promovem uma construção crítica que permite aos graduandos discernir quais são suas áreas de maior afinidade. Juliana Maria Castro Tavares foi aluna do curso de nutrição da instituição e confirmou como a Unifacisa lhe ajudou a encontrar suas preferências dentro da sua graduação. Segundo ela: “o incentivo a participação de monitorias e ligas acadêmicas na área da terapia nutricional foram essenciais para o desenvolvimento de atividades extracurriculares e conhecimentos aprofundados na nutrição clínica. Junto à Unifacisa tive o prazer de trabalhar com crianças e adolescentes e isso fez com que eu me apaixonasse pela área da nutrição materno-infantil.”, disse.

Formada em 2021 e aprovada no ano seguinte no programa de residência, a nutricionista relatou que a Unifacisa lhe incentivou a conquistar seu sonho. “A faculdade contribuiu de forma significativa para minha formação profissional, oferecendo uma estrutura de ponta e uma equipe de ensino apta para me preparar para enfrentar o mercado de trabalho. A Unifacisa é muito além da sala de aula e busca atividades teórico-práticas desde o início da graduação, como também me incentivou a conquistar meu sonho que sempre foi a residência multiprofissional”, destacou a egressa. 

Atualmente, Juliana se dedica exclusivamente ao programa de residência multiprofissional em urgência e emergência, na área da pediatria, do Hospital Infantil João Paulo II, localizado em Belo Horizonte/MG. O local é referência em doenças raras e dá à residente a oportunidade de atuar com a nutrição clínica em atendimento de pacientes à beira leito ou em níveis ambulatoriais. “Lido com casos em que a nutrição é um dos principais tratamentos, como nos casos de pacientes com diagnóstico de erro inato do metabolismo. Faço parte da linha de frente nos casos que demandam a nutrição no setor de urgência e emergência do hospital e preciso, constantemente, lidar, de forma objetiva e assertiva, com as condutas nutricionais.”, explicou Juliana.

A nutricionista ainda comentou que a residência está lhe dando a oportunidade de “aprender mais e de construir uma bagagem enorme no setor da pediatria, onde a nutrição é tão importante para o tratamento e recuperação”, mas que, para o futuro, ela almeja “continuar atuando na nutrição da área materno-infantil, já que este é um sonho que cresceu desde minhas experiências com esse setor na faculdade.”, concluiu. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

O Programa Municipal de Bolsas de Estudos (PROBEM), parceria entre a Unifacisa e a Prefeitura Municipal de Campina Grande, está concedendo bolsas de 100% para estudantes ingressarem na sua primeira graduação.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas no site da Unifacisa por meio do vestibular.unifacisa.edu.br, no período de 21 a 24 de julho. Neste mesmo espaço os interessados terão acesso ao número de bolsas concedidas por curso e ao edital do programa.

Quais são os requisitos para concorrer a uma bolsa no PROBEM?

Os candidatos não classificados no PROBEM 2023.2 têm desconto de 50%. Confira!

Confira o cronograma:

Todas as dúvidas podem ser sanadas através do (83) 2101-8800.

Com o objetivo de facilitar e ampliar cada vez mais os atendimentos, os setores de financiamentos e financeiro disponibilizam atendimentos on-line para serviços de renovação e solicitação de bolsas, adesão e renovação de financiamentos.

Solicitação e renovação de bolsas

Todas as bolsas podem ser solicitadas pelo servicedesk, bem como, a renovação delas. Além do atendimento on-line, os alunos podem acompanhar a renovação automática, a depender do desempenho acadêmico do aluno, conforme detalhamento da tabela.

O modelo de renovação de bolsas para 2023.2, seus critérios obrigatórios de renovação, bem como as documentações complementares necessárias e os prazos estabelecidos para entrega, estão apresentadas no quadro resumo abaixo:

 

   

Modelo de renovação de bolsas 2023.2

   

Tipo de bolsa

Modelo de renovação

Critério obrigatório para renovação

Entrega da documentação complementar

Prazo para entrega de documentação

Bolsa Colaborador maior do que 50%

Solicitação semestral

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Bolsa Colaborador Medicina

Solicitação semestral

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Bolsa desconto Diretoria

Solicitação semestral

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

PROUNI

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

PROBEM

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Bolsa Colaborador menor do que 50% e que não seja Medicina

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Transferidos

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Graduados

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Familiar de aluno

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Graduados

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Familiar de aluno

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

Egressos

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

   

FIES Simplificado

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de Aditamento

Prazo de aditamento para o semestre

FIES não simplificado

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de Aditamento e aditivo de contrato

Prazo de aditamento para o semestre

Convênios Prefeituras

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de residência atualizado no nome do aluno ou de um parente de primeiro grau

30 dias após a notificação de renovação

Convênios instituições

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de vínculo atualizado no nome do aluno

30 dias após a notificação de renovação

CREDIES

Renovação automática

Aditivo de contrato

30 dias após a notificação de renovação

PRAVALER

Renovação automática

Aditivo de contrato

30 dias após a notificação de renovação

É importante destacar que:

  1. Caso o aluno não obtenha rendimento acadêmico igual ou superior a 75%, paras que as bolsas possuam esse critério obrigatório, a renovação só será autorizada mediante envio prévio de justificativa (pelo servicedesk) e aprovação pelos setores internos competentes; 

 

  1. As bolsas que necessitarem de envio de documentação complementar, ficam renovadas em caráter provisório até que a entrega seja efetuada pelo aluno, podendo este perder o benefício caso não cumpra os prazos estipulados e apresentados no resumo;

 

  1. As bolsas que possuem renovação automática não precisam mais ser solicitadas semestralmente, ficando a cargo do aluno o envio da justificativa para baixo rendimento e/ou o envio das documentações complementares. É importante destacar que, nos cenários que exigem envio de documentação, a bolsa será suspensa quando não ocorrer o envio correto das documentações necessárias;


No cinema Unifacisa será montado um ponto de atendimento fixo para tirar dúvidas sobre os novos serviços e com o departamento do sucesso do cliente: (83) 98174-9950.

Está com dúvidas?

Temos uma turma pronta para te atender!

Conheça mais opções
WhatsApp

WhatsApp

83 8105-4461
Conversar
Ligar

Ligar

83 2101 8877
Ligue Agora
Deixe uma mensagem

Deixe uma mensagem

Deixe sua mensagem e nós entramos em contato com você
Mensagem
Repositório Acadêmico

Repositório Acadêmico

Editais, portarias, resoluções e outros documentos
Acesse agora
Manual do Candidato

Manual do Candidato

Referente ao processo seletivo 2024.1
Download
Sou Unifacisa

Sou Unifacisa

Acesso aos principais ambientes para alunos e colaboradores
Acesse agora

Unidades

Unifacisa - Campus Itararé

Av. Sen. Argemiro de Figueiredo, 1901 Itararé, Campina Grande - PB 58411-020
Abrir no maps

Unifacisa/Esac - Campus Catolé

R. Luíza Bezerra Mota, 200 Catolé, Campina Grande - PB 58410-340
Abrir no maps
CESED - Centro de Ensino Superior e Desenvolvimento Ltda.
© 2023 Todos os direitos reservados.
CNPJ: 02.108.023/0001-40
crossmenu