Inscreva-se
Inscreva-se

A cerimônia do jaleco é um rito que marca o início das atividades acadêmicas para os cursos de saúde. Ao lado dos familiares, o momento busca mostrar aos estudantes a importância de utilizar o EPI corretamente a partir de então para todas as atividades que serão desenvolvidas. Na ocasião, ainda é trazido uma reflexão sobre a importância da atuação profissional para fornecer assistência à população através do juramento onde cada estudante promete cumprir suas obrigações com responsabilidade e respeito. 

Neste sentido, será sediado no Teatro Facisa, de 4 a 7 de março, às 19h, às cerimônias do jaleco para os cursos de saúde da Unifacisa. Confira o cronograma:

04/03 - Medicina;

05/03 - Odontologia;

06/03 - Psicologia, Fisioterapia e Farmácia;

07/03 - Enfermagem, Nutrição, Educação Física e Medicina Veterinária.

As senhas estarão disponíveis na Coordenação de Eventos a partir do dia 28 de fevereiro, de 8h às 12h e de 14h às 22h (segunda a quinta) e de 8h às 12h e 13h às 17h (sextas-feiras).

A iniciativa busca, além de acompanhar os atletas, evidenciar destaques científicos na área da psicologia do esporte no Brasil

O projeto de extensão em psicologia do esporte, concebido e desenvolvido por alunos e professores da Unifacisa, surge como uma iniciativa inovadora na Unifacisa. Com o intuito de aprimorar as habilidades psicológicas dos atletas de basquete, o foco principal é potencializar o desempenho da equipe e aplicar técnicas de treinamento mental, paralelas aos treinos físicos, visando criar resistência frente às situações no contexto esportivo. 

A ação foi pensada e desenvolvida pelos professores Ludwig Leal e Raisa Mariz, com a participação de mais cinco discentes do curso, e tem como objetivo o desenvolvimento do treinamento de habilidades psicológicas. “O projeto de extensão em psicologia do esporte tem como objetivo principal atuar com os atletas do Basquete Unifacisa através de técnicas de treinamento de habilidades psicológicas para aumentar ainda mais o rendimento de alta performance no time, que já a equipe está no início de mais uma temporada. Além disso,  temos o foco em promover a saúde mental dos componentes do time e proporcionar aprendizado prático para os alunos do curso de psicologia.”, explicou o docente Ludwig. O professor ainda comentou a motivação que os levou ao trabalho com os atletas: “como eles realizam treinos físicos para criar resistência física é possível também realizar um treinamento mental para criar resistência frente à situações limite no contexto esportivo.”, disse. 

Para a bolsista do projeto, a aluna Ester Patriota, “participar do projeto representa a sala de aula se expandindo para a prática e me permitindo a oportunidade de aprender mais sobre minha profissão e a efetividade dela. Tem sido gratificante compreender a importância da psicologia no contexto do esporte e, sem dúvidas, eu vejo essa experiência como a prova de que eu conseguiria caminhar por essa área e trazer aos atletas um melhor desempenho através do trabalho da psicologia.”, externou. 

Por ser uma temática emergente dentro da psicologia e por conter poucos projetos e ações na área e nos cursos de psicologia do Brasil, os alunos da Unifacisa estão sendo os pioneiros nessa prática. “A equipe de psicologia está muito motivada para trabalhar em parceria com o time profissional de basquete que é conhecido no Brasil, por seu alto rendimento na NBB. O time, que já ganhou vários campeonatos, abriu as portas para contar com a ajuda de psicólogos e estudantes de psicologia engajados e comprometidos com a ética da profissão. Além disso, temos como expectativa a publicação de estudos em revistas científicas, que sejam frutos da nossa pesquisa e intervenção junto ao time.”, concluiu o professor Ludwig. 

Moradores do Complexo Aluísio Campos foram beneficiados com vários atendimentos possibilitados com alunos de nove diferentes cursos da Unifacisa

Promovida pelo Centro Universitário Unifacisa e pela Fundação Pedro Américo (FPA), a Semana de Responsabilidade Social, que busca fornecer diversos atendimentos jurídicos e de saúde de maneira gratuita para a população, encerrou-se no último sábado (30), com a promoção de um Dia D no Complexo Aluísio Campos. Alunos dos cursos de direito, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, medicina, nutrição, odontologia e psicologia realizaram durante toda a manhã um mutirão com uma série de diferentes serviços para dezenas de moradores, entre crianças, idosos e adultos, do maior complexo habitacional da cidade. 

A professora do curso de fisioterapia, Dafne Periano, ressaltou sobre a importância de ações como esta que são benéficas para aproximar o aluno da população: “na fisioterapia nós temos uma atividade chamada ‘dermato-funcional’, então nós estamos promovendo orientações sobre cuidados e higienização da pele, principalmente com a chegada do verão. Além disso, também estamos tratando recomendações para melhorar a postura e também estamos testando a respiração de alguns idosos. Essas ações aproximam nossos alunos da população e fazem com que eles desenvolvam uma visão mais multidisciplinar e humana da atividade desempenhada pelo profissional de fisioterapia”, frisou.

Já o professor Arthur Carneiro, do curso de direito, destacou que os serviços prestados na manhã do Dia D são os mesmos serviços encontrados no Núcleo de Práticas Jurídicas (NUPRAJ) da Unifacisa. Segundo ele, “o que realizamos nesta manhã é apenas uma parte de toda a assistência jurídica que ofertamos, por meio dos nossos discentes do curso de direito, no NUPRAJ. Na advocacia, seja no papel do advogado, promotor de justiça, ou serviço prestado por um magistrado, é visível que muitas pessoas necessitam do nosso suporte para lutar pelos seus direitos e é maravilhoso poder instruir os moradores do Aluísio Campos a como reivindicar isso. Convidamos todos os moradores daqui a visitarem o nosso Núcleo, na avenida Brasília, onde prestamos esses serviços diariamente para toda a comunidade campinense”, sublinhou. 

Em meio a iniciativa, que mistura ação social e beneficente com práticas para os alunos, quem sai ganhando são todos os envolvidos. Para a aluna do curso de educação física, Ingrid Dayanna, “é muito bom estar aqui e instruir a população a seguir uma vida mais saudável. Desde o início do meu curso que tenho essas oportunidades de realizar práticas fora da sala de aula e na manhã de hoje realizamos a avaliação física dos adultos, alongamentos com os idosos e recreação com as crianças”, pontuou. Já a moradora Joelayne Alves relatou como os atendimentos oferecidos pelos alunos lhe ajudaram, já que ela está grávida de seis meses. Segundo ela, “gostei muito do atendimento com as meninas de fisioterapia. Elas cuidaram da minha pele e me explicaram como cuidar da melasma que apareceu no meu rosto por causa da gravidez. Os alunos de educação física me ensinaram alguns alongamentos e exercícios para diminuir as dores que sinto por conta da gravidez. Foi maravilhoso”, exclamou. 

A promoção de ações como esta, desenvolvida com a parceria entre as instituições, destaca o conceito promovido pela Unifacisa e pela FPA de que é impossível promover a inovação sem antes buscar pela transformação do meio que estamos inseridos. Por isso, essa união das empresas preza sempre pelo amor ao próximo por meio do investimento em saúde, humanização, educação inclusiva, para que, juntos, todos estes conceitos promovam o desenvolvimento social. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

No último sábado (23) encerrou-se a primeira edição do Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde, promovido pelo Centro Universitário Unifacisa e pelo Hospital de Ensino e Laboratórios de Pesquisa (HELP). O encontro teve duração de três dias e representou um momento de atualização para os mais de 600 inscritos, entre profissionais, alunos da área de saúde e empreendedores que compartilharam suas pesquisas e experiências com profissionais renomados e referências na área da saúde.

“Nosso Congresso Interdisciplinar abordou vários temas ligados à saúde, como novos tratamentos para as mais diversas especialidades. É maravilhoso poder contribuir com a atualização profissional não só dos nossos alunos, como também dos profissionais da saúde. Este é o compromisso da Unifacisa e nós vamos nos manter assim, preocupados e focados em melhorar cada vez mais a realidade do nosso sistema de saúde por meio da educação”, enfatizou a reitora da Unifacisa, Gisele Gadelha. 

Com temáticas ligadas à tendências e inovações no cuidado em saúde, o encontro buscou trazer o que há de mais atual e moderno em técnicas e tratamento das patologias relacionadas à saúde em geral por meio de discussões, apresentações orais de trabalhos, exposição de painéis temáticos e muito mais. Segundo a coordenadora de integração pedagógica, Vivianne Barros, “buscamos abordar as tendências em saúde. Trouxemos discussões acerca de tratamentos oncológicos, com a palestra do Dr. Ricardo Marques, workshops, painéis interativos que abordaram sobre tratamentos com a saúde mental, gestão e empreendedorismo para área da saúde, marketing para clínicas, pesquisas científicas e inovação, entre muitos outros temas tratados pelos mais de 80 palestrantes.”, disse. 

O diretor da Faculdade de Medicina da instituição, Diego Gadelha, destacou algumas participações internacionais. Segundo ele, “tivemos participação da professora Wiljeana Glover, da Babson College, em Boston, que falou sobre pesquisa científica enquanto inovação para saúde. Já o professor Yi Jin, que é co-fundador da Neosync Inc. Newport Brain Research Laboratory, tratou sobre tendências nos tratamentos do espectro autista. Participações como essas chancelaram nosso congresso como um encontro completo sobre inovações modernas e condizentes com o que se está em uso atualmente”, frisou.

Diante do valor agregado para a comunidade acadêmica com o evento, alunos como Bruno Tavares, do curso de fisioterapia da Unifacisa, explicaram sobre a participação no encontro. Para ele “foi um imenso prazer estar presente em um congresso internacional e interdisciplinar, onde aprendemos e trocamos experiências interdisciplinarmente com as mais diversas áreas da saúde. Nós, que estudamos sobre a saúde, sabemos diariamente da necessidade de atualização para atuar profissionalmente e essa aprendizagem o congresso nos proporcionou.”, destacou o aluno. 

Dado o sucesso do evento, por meio dos laços de aprendizagem construídos entre os congressistas com a Unifacisa e o HELP, já é possível crer que o Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde terá muitas outras edições uma vez que iniciativas como essa reforçam um dos objetivos instituição: a preparação de profissionais de sucesso para um mercado de trabalho cada vez mais moderno. Para o chanceler da Unifacisa, Dalton Gadelha, “queremos continuar promovendo possibilidades de transformação não só para a saúde de Campina Grande, mas para todos os âmbitos sociais do nosso estado. É por este e para este objetivo que transitamos por investimentos na educação, no esporte, na cultura, na saúde e na tecnologia.”, concluiu. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

Após aprovação para apresentação de artigos científicos, os estudantes estarão em dois grandes encontros de pesquisa acadêmica: o CONEDU e o CIEH

O incentivo à pesquisa científica é essencial para a formação acadêmica de todos os graduandos. É por meio deste encorajamento que os estudantes são inseridos no meio científico e podem se descobrir academicamente. Por meio deste contato, é possível dar início às contribuições com o desenvolvimento social e humano. Na Unifacisa, o incentivo à pesquisa e à extensão são primordiais em todos os seus cursos de graduação, assim como na graduação em psicologia que, recentemente, por meio da orientação do docente Ludwig Leal, conquistou destaque por ter artigos científicos aprovados em encontros acadêmicos de nome e renome: o Congresso Nacional de  Educação (CONEDU) e o Congresso Internacional de Envelhecimento Humano (CIEH). 

As alunas Eduarda Thais Soares Lins, Katiane Ferreira Leite, Mariany Cristina Barros Costa, Maria Gabriella Almeida Lima Wanderley e Margarete Ferreira Neves, desenvolveram o artigo “Resistência  dos Pais Diante do Diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA)” que foi aprovado para a nona edição do CONEDU, que acontecerá de 12 a 14 de outubro, em João Pessoa. “O artigo nasceu de um pré-projeto feito na disciplina Desenvolvimento Humano: Infância e Adolescência, com o professor Ludwig Leal. Tínhamos que entrevistar um psicólogo para saber como é a demanda dele na escola/creche. Nos foi relatado que muitos pais acabam não aceitando o diagnóstico do TEA, o que  dificulta o tratamento da criança”, explicou Eduarda Lins. 

Já os alunos Jéssica Cavalcanti Ferreira, Josilene Cavalcante Areias de Almeida e Daniel Lucas Galvino Vieira estarão representando o curso de psicologia da Unifacisa no CIEH, que também acontecerá em João Pessoa, de 08 a 10 de outubro. Os discentes desenvolveram três artigos científicos que foram aprovados para apresentação no congresso. São eles: “O Envelhecer Segundo a Subjetividade do Idoso”; “Experiências de Luto Vivenciadas Pelo Idoso Durante o Processo de Envelhecimento”; “Independência e Autonomia Segundo Idosos de uma Instituição de Longa Permanência (IPLI)”. “Fomos elaborando cada fase de nosso trabalho. Definição da problemática; roteiro de entrevista; coleta e análise de dados e, por fim, resultado e discussão. Desta forma, a escrita de cada artigo foi se constituindo de maneira sincronizada, com o objetivo de realizar em tempo hábil a submissão de cada resumo no CIEH”, elucidou Josilene, autora de dois dos três trabalhos aprovados. 

Cada uma das representantes dos grupos destacaram a oportunidade de estarem em congressos nacionais como uma experiência única e construtiva. Para Eduarda, “A aprovação desse artigo não foi algo pequeno, e acredito que seja apenas um degrau da escada que estou subindo rumo a uma carreira de sucesso na psicologia”. Já Josilene relatou que “todas as vezes que eu abraço uma oportunidade como esta, eu compreendo que além de enriquecer um currículo, eu estou principalmente contribuindo para a psicologia enquanto ciência e profissão”. 

O docente do curso de psicologia e orientador dos trabalhos aprovados sublinhou que “é motivo de orgulho ter os trabalhos aprovados, é muito motivador. Um dos congressos é nacional e outro internacional, dessa forma o nosso trabalho ganha uma visibilidade maior e temos a oportunidade de compartilhar sobre o que estamos produzindo na Unifacisa e aprender mais com os outros pesquisadores que estarão no congresso. Nesse processo o que me gerou mais satisfação foi ver o protagonismo e a excelência dos alunos na produção dos artigos. São produtos com um padrão de qualidade muito alto, que vão fazer toda diferença na formação das estudantes”. 

As alunas ainda explicaram como a Unifacisa lhes estimula a produzir no âmbito científico. “Temos excelentes professores que nos incentivam a seguir escrevendo artigos. A pesquisa ganhou meu coração, tanto que já penso em fazer uma pós-graduação em neurociência ano que vem”, concluiu Eduarda. “O ecossistema em si já incentiva aqueles que desejam seguir carreira acadêmica. A instituição é como uma teia interdisciplinar e integradora de saberes diversos que nos possibilita significativas oportunidades para partirmos para o campo de pesquisa. Estar na Unifacisa só me reafirma essa pretensão”, encerrou Josilene. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

O mês de agosto é dedicado à campanhas alusivas ao Agosto Dourado, que buscam trazer conscientizações a respeito do aleitamento materno. Neste ano, o tema da campanha é “Possibilitando a amamentação: fazendo a diferença para mães e pais que trabalham”. A campanha desta edição surge em paralelo com os novos estudos que indicam o aleitamento materno como única forma de alimentação até o sexto mês de vida, podendo evitar o desenvolvimento de diversas doenças, além de contribuir com o desenvolvimento infantil. 

A partir desta conceção e da Lei n° 8.063/2021, que trata da implantação de caixas coletoras de portes de vidro para armazenamento de leite materno em pontos estratégicos do município de Campina Grande, a LASCEN (Liga Acadêmica de Saúde Coletiva de Enfermagem da Unifacisa) busca seguir ações dos meses coloridos e, por isso, neste mês, estará somando reflexões ao lado da Unifacisa em prol da campanha.

Para isso, o grupo estará realizando coleta de potes de vidro com tampa rosqueável de plástico. Os recipientes doados precisam ser obrigatoriamente no material indicado, dada a resistência do reservatório para o processo de esterilização realizado antes do recebimento do leite materno. Os pontos de coleta serão as Unidades Básicas de Saúde (UBS) Maria Lourdes Leôncio, que fica no bairro do Cruzeiro; Ana Cantalice, localizada no bairro das Três Irmãs; e Crisóstomo Lucena, no Aluísio Campos, além do Hospital HELP, e a Unifacisa. As UBS receberão no horário comercial, de segunda a sexta, assim como o HELP. Já a Unifacisa estará com o ponto de coleta ativo das 8h às 22h, também de segunda a sexta. 

Para Emanuele, vice-presidente da LASCEN, “É de grande aprendizado para todos que participam levar a educação em saúde ou buscar formas de minimizar algum problema na saúde pública. Tudo isso é gratificante para todos e nos faz entender melhor como é o dia a dia do profissional de enfermagem.”, relatou.

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

Coordenador do curso de psicologia da Unifacisa elucidou sobre oportunidades e destaques da área

Anos antes de se estabelecer como uma ciência, a psicologia emergiu como um estudo filosófico que foi utilizado para traçar respostas que definam o porquê dos desejos, comportamentos, sonhos e ações humanas. A partir desta concepção, nasceu a psicologia científica, na Alemanha, com o laboratório de Wilhelm Maximilian Wundt. No Brasil, a psicologia só ganhou notoriedade durante o século XIX com as diversas pesquisas iniciadas em laboratórios nas cidades de São Paulo e Belo Horizonte. Entretanto, foi só no ano de 1952 que a área recebeu aprovação do MEC (Ministério da Educação) para se estabelecer como curso de graduação. Em 1962, com a Lei n° 4.119, de 27 de agosto, houve o marco da regulamentação da profissão no país e em 1971, com a Lei n° 5.766, foram estabelecidos os Conselhos Regionais e Federais de Psicologia que regularizaram a profissão do psicólogo e deram visibilidade ao setor em todo o país. 

Dentre as várias áreas de atuação, destacamos as quatro mais conhecidas: 1) Clínica e Saúde, que envolve atividades de promoção da saúde através da psicoterapia individual, casal e em grupo; intervenções no campo das políticas públicas de saúde mental e no ambiente hospitalar; avaliação psicológica e psicodiagnóstico; 2) Educacional Escolar, que se direcionam aos processos de ensino-aprendizagem e suporte psicopedagógico às equipes educacionais; 3) Social, se dando em atuações junto às políticas de assistência social, mas também em consultoria junto a órgãos públicos e privados, produzindo dados e intervenções psicossociais; 4) Trabalho e Organizações, lidando com organizações de trabalho e políticas de saúde do trabalhador, além de atuar em organizações junto à gestão de pessoas e consultorias de treinamento e desenvolvimento pessoal, utilizando por vezes avaliações psicológicas.

Segundo o doutor em psicologia clínica e coordenador do curso de psicologia da Unifacisa, Adriano Barros, as atividades em ascensão para o setor são a Jurídica, Esporte, Trânsito e Neuropsicologia. Entretanto, “a área das políticas públicas de saúde, educação e social é um grande nicho de mercado atualmente, mas a demanda por psicólogos na saúde mental, no esporte, na jurídica, como perito, são demandas em constante crescimento. A busca por qualidade de vida e tratamento para a saúde se intensificou durante e no pós-pandemia, dado que tem sido corroborado também pelo aumento da busca por cursos de psicologia.”, destacou.

Assim, para se manter por dentro das áreas em alta procura mercadológica, é necessário manter-se atualizado. Os caminhos para conquistar a atualização são as pós-graduações e os cursos livres de formação, bem como a participação em eventos científicos e profissionais que debatem os rumos e as inovações na profissão. Segundo Adriano, “um dos elementos que preconizam a atuação na área da psicologia, inclusive reforçado no código de ética da profissão, é justamente a qualificação constante. Manter-se atualizado na área é fundamental para incrementar as intervenções, promovendo saúde e tratando os diversos sofrimentos psíquicos contemporâneos.”, reforçou.

Outra maneira de manter-se por dentro das novidades do mercado é tendo uma boa formação que lhe traga meios de como executar tal atividade. “O curso de psicologia da Unifacisa preconiza em sua organização curricular as Diretrizes Curriculares Nacionais, inovando em seu formato e método de ensino baseado na construção de competências por meio do desenvolvimento de projetos que unem de modo dinâmico e eficaz a teoria e a prática.”, disse o coordenador e ainda reforçou que “além disso, o aluno tem a oportunidade de conhecer as mais diversas ênfases teóricas e áreas de atuação, passando por estágios nas áreas de saúde, educação, social e trabalho. Dessa maneira, é possível seguir por ênfases como: psicanálise, neuropsicologia, terapia cognitivo-comportamental, logoterapia e abordagem centrada no cliente, com intervenções voltadas a clínica e hospitalar junto ao público adulto, adolescente e infantil.”, pontuou. 

Por fim, o docente concluiu destacando as práticas desenvolvidas pelos alunos nos ambientes de estágio. Segundo ele, “nossos alunos têm a oportunidade de vivenciar as práticas de Psicologia Hospitalar e da Saúde numa das estruturas mais modernas da região, no Hospital de Ensino e Laboratórios de Pesquisa, o HELP. Atuando junto a pediatria do hospital, os alunos do estágio supervisionado conhecem, na prática, as contribuições da psicologia infantil e da neuropsicologia em ambiente hospitalar, sendo pioneiros e desbravadores. Além do HELP, nossos estágios ocorrem também na clínica escola, no ISEA, na Clínica Maia, no CAPS, na Emergência Psiquiátrica, no ECIT e escolas privadas conveniadas, e na Assistência Social do Município.”, enfatizou. 

Por André Bojim - Assessoria de Imprensa Unifacisa

Com o tema “Tendências e Inovações no Cuidado em Saúde”, a primeira edição do Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde, promovido pela Unifacisa, possui uma vasta programação que contempla todas as áreas da saúde e suas respectivas especialidades. Através dessa iniciativa, o evento objetiva a oportunidade de debater a respeito de grandes temas da saúde, além de evidenciar a apresentação de novidades e tecnologias que ajudam a alavancar as especialidades da saúde e os tratamentos de pacientes.

Abaixo, alguns destaques do que está listado para acontecer entre os três dias de evento: 

21/09 - Workshops (mais de 25 opções) e a Conferência de Abertura: “Inovações e interdisciplinaridade no tratamento oncológico", com o Dr. Ricardo Marques.

22/09 -  Painéis e Talk Show

             Speedtalks:

23/09 - Simpósio Satélite: Tendências e inovação no tratamento do Transtorno do Espectro Autista.

Simpósio Satélite: Tendências e inovação na Medicina Veterinária.

Confira a programação completa e inscreva-se!

O editorial da Revista Tema, eletrônica, ISSN 2175-9553, qualis B1, em colaboração com a Comissão Organizadora do Congresso Internacional Interdisciplinar de Saúde, torna público a chamada para a publicação de artigos científicos em um dossiê temático alusivo à temática do congresso: “Tendências e inovações no cuidado em saúde”. O encontro acontecerá de 21 a 23 de setembro de 2023. 

Serão aceitos artigos científicos e resumos expandidos relacionados aos eixos temáticos Saúde e Qualidade de Vida, Inovações na Assistência de Saúde, Empreendedorismo, Gestão e Marketing, Pesquisa Científica e Inovação na Saúde. Cada autor (individualmente ou em coautoria) poderá submeter até dois trabalhos, sejam artigos ou resumos. O número limite preferencial de autores não deverá ultrapassar a cinco por manuscrito. 

Os 10 melhores artigos submetidos serão publicados no dossiê temático, editado pela comissão organizadora do congresso, desde que haja um mínimo de seis artigos aprovados. Já os resumos expandidos, por sua vez, serão publicados nos anais do evento. 

Veja o edital completo aqui.

Confira o cronograma:

 

Submissão dos trabalhos: 07/08/2023 a 25/08/2023;

Período de avaliação: 08/08/2023 a 08/09/2023;

Divulgação dos resultados das avaliações: 11/09/2023;

Apresentação dos painéis: 22/09/2023;

Publicação do dossiê temático: 02/10/2023;

Publicação dos anais do congresso: 30/10/2023.

Com o objetivo de facilitar e ampliar cada vez mais os atendimentos, os setores de financiamentos e financeiro disponibilizam atendimentos on-line para serviços de renovação e solicitação de bolsas, adesão e renovação de financiamentos.

Solicitação e renovação de bolsas

Todas as bolsas podem ser solicitadas pelo servicedesk, bem como, a renovação delas. Além do atendimento on-line, os alunos podem acompanhar a renovação automática, a depender do desempenho acadêmico do aluno, conforme detalhamento da tabela.

O modelo de renovação de bolsas para 2023.2, seus critérios obrigatórios de renovação, bem como as documentações complementares necessárias e os prazos estabelecidos para entrega, estão apresentadas no quadro resumo abaixo:

 

  

Modelo de renovação de bolsas 2023.2

  

Tipo de bolsa

Modelo de renovação

Critério obrigatório para renovação

Entrega da documentação complementar

Prazo para entrega de documentação

Bolsa Colaborador maior do que 50%

Solicitação semestral

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Bolsa Colaborador Medicina

Solicitação semestral

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Bolsa desconto Diretoria

Solicitação semestral

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

PROUNI

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

PROBEM

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Bolsa Colaborador menor do que 50% e que não seja Medicina

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Transferidos

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Graduados

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Familiar de aluno

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Graduados

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Familiar de aluno

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

Egressos

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

  

FIES Simplificado

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de Aditamento

Prazo de aditamento para o semestre

FIES não simplificado

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de Aditamento e aditivo de contrato

Prazo de aditamento para o semestre

Convênios Prefeituras

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de residência atualizado no nome do aluno ou de um parente de primeiro grau

30 dias após a notificação de renovação

Convênios instituições

Renovação automática

Aproveitamento acadêmico superior a 75% de aprovação nas disciplinas no semestre anterior a renovação

Comprovante de vínculo atualizado no nome do aluno

30 dias após a notificação de renovação

CREDIES

Renovação automática

Aditivo de contrato

30 dias após a notificação de renovação

PRAVALER

Renovação automática

Aditivo de contrato

30 dias após a notificação de renovação

É importante destacar que:

  1. Caso o aluno não obtenha rendimento acadêmico igual ou superior a 75%, paras que as bolsas possuam esse critério obrigatório, a renovação só será autorizada mediante envio prévio de justificativa (pelo servicedesk) e aprovação pelos setores internos competentes; 

 

  1. As bolsas que necessitarem de envio de documentação complementar, ficam renovadas em caráter provisório até que a entrega seja efetuada pelo aluno, podendo este perder o benefício caso não cumpra os prazos estipulados e apresentados no resumo;

 

  1. As bolsas que possuem renovação automática não precisam mais ser solicitadas semestralmente, ficando a cargo do aluno o envio da justificativa para baixo rendimento e/ou o envio das documentações complementares. É importante destacar que, nos cenários que exigem envio de documentação, a bolsa será suspensa quando não ocorrer o envio correto das documentações necessárias;


No cinema Unifacisa será montado um ponto de atendimento fixo para tirar dúvidas sobre os novos serviços e com o departamento do sucesso do cliente: (83) 98174-9950.

Está com dúvidas?

Temos uma turma pronta para te atender!

Conheça mais opções
WhatsApp

WhatsApp

83 8105-4461
Conversar
Ligar

Ligar

83 2101 8877
Ligue Agora
Deixe uma mensagem

Deixe uma mensagem

Deixe sua mensagem e nós entramos em contato com você
Mensagem
Repositório Acadêmico

Repositório Acadêmico

Editais, portarias, resoluções e outros documentos
Acesse agora
Manual do Candidato

Manual do Candidato

Referente ao processo seletivo 2024.1
Download
Sou Unifacisa

Sou Unifacisa

Acesso aos principais ambientes para alunos e colaboradores
Acesse agora

Unidades

Unifacisa - Campus Itararé

Av. Sen. Argemiro de Figueiredo, 1901 Itararé, Campina Grande - PB 58411-020
Abrir no maps

Unifacisa/Esac - Campus Catolé

R. Luíza Bezerra Mota, 200 Catolé, Campina Grande - PB 58410-340
Abrir no maps
CESED - Centro de Ensino Superior e Desenvolvimento Ltda.
© 2024 Todos os direitos reservados.
CNPJ: 02.108.023/0001-40
crossmenu